Sandra Corveloni e Thalles Cabral estrelam peça sobre homofobia em São Paulo

“Vincent River”, um dos textos mais prestigiados do dramaturgo Philip Ridley, se prepara para estrear no Brasil em agosto, no Sesc Vila Mariana, em São Paulo. A peça, que tem como tema central a homofobia, narra a dificuldade de uma mãe em aceitar a homossexualidade do filho mesmo morto após um ataque de gangue.

O diretor e tradutor, Darson Ribeiro, argumenta que a peça não poderia ser mais pertinente, diante da incidência de crimes homofóbicos que acontecem pelo mundo e ainda crescem no Brasil. “Frente a esse dado tão real e alarmante, minha vontade, ao invés de amenizar, é salientar, trazendo ainda mais para dentro o espectador. E é nos detalhes que busco essa sustentação: na dinâmica das falas alinhavo a encenação, absolutamente rígida na interpretação dos dois atores em cena, que foram presenteados com esse texto”, diz.

O elenco será encabeçado por Sandra Corveloni, atriz premiada em Cannes e Thalles Cabral, um dos maiores nomes em ascensão da nova safra de atores.

Espetáculo: Vincent River, de Philip Ridley

Estreia: 17 de agosto. Sexta, às 20h30

Temporada: 17/8 a 29/9 – Sextas, às 20h30, e sábados, às 18h

Duração: 90 minutos. Gênero: Drama. Classificação: 12 anos.

Ingressos: R$ 20,00 (inteira). R$ 10,00 (meia). R$ 6,00 (credencial plena do Sesc)

Bilheteria: Terça a sexta (9h – 21h30); sábado (10h – 21h); domingo e feriado (10h – 18h30) – ingressos nas unidades do Sesc e portal.

Local: Auditório (128 lugares).

 Sesc Vila Mariana

Rua Pelotas, 141, São Paulo – SP

Telefone: 5080-3000

Estacionamento: R$ 5,50 + R$ 2,00 a hora adicional (credencial plena) e R$ 12,00 + R$ 3,00 a hora adicional (outros). 130 vagas.

Comentários