Destaque, Música - Sem atração internacional, produção do Cultura Inglesa Festival explica mudanças na 25º edição
DestaqueMúsica

Sem atração internacional, produção do Cultura Inglesa Festival explica mudanças na 25º edição

Um dos eventos culturais mais tradicionais de São Paulo, o Cultura Inglesa Festival trouxe nos últimos anos alguns dos principais nomes da cena musical britânica. Charli XCX, Lily Allen, Kaiser Chiefs e George Ezra foram apenas algumas das atrações que se apresentaram gratuitamente no evento, que em suas últimas edições foi realizado no Memorial da América Latina. Mediante a esse histórico, o público foi surpreendido quando na semana passada foi divulgado o line-up da 25º edição, e nenhuma atração internacional foi revelada.

Com início das atividades a partir de amanhã, 04/05, seguindo até o dia 4 de junho, as apresentações ao vivo em São Paulo vão ocorrer no Centro Brasileiro Britânico (CBB), onde fica a sede da Cultura Inglesa na cidade, de 12 a 15/05 e de 20 a 22/05. A organização do CIF também fará, pela primeira vez, um evento ao ar livre no Museu da Casa Brasileira (MCB), no último dia de evento, com apresentações de Anelis Assumpção, Filipe Catto e o duo Yoùn. Questionada sobre a mudança de espaço e a escalação de apenas artistas nacionais, a produção do evento justificou:

O Festival teve muitas fases ao longo de seus 25 anos de história. As grandes atrações internacionais foram uma etapa muito marcante para o público, certamente. Hoje a realidade nos traz outros desafios, de responsabilidade no contexto da pandemia e também da necessidade de fortalecer a cena local e os artistas emergentes, colaborando com a recuperação de um setor muito afetado nos últimos dois anos.

Então estamos trazendo atrações nacionais da música muito queridas pelo público como Anelis Assumpção, Filipe Catto e Yoùn. Além disso estamos promovendo uma obra em colaboração com o Reino Unido (Field – Algo para o futuro agora) que empregará por volta de 20 artistas brasileiros entre músicos, bailarinos e atores. A 25 edição está marcada por essa responsabilidade e pela prioridade de expandir nossa ação para mais dois estados do Brasil, de maneira acessível e democrática”, declara  Liliane Rebelo, Head de Cultura e Sociedade da Cultura Inglesa.

OUTRAS CIDADES

Além da mudança de line-up  e local em São Paulo, a grande novidade para este ano é a expansão do festival para outros estados, que ocorre graças ao processo de unificação da Cultura Inglesa em todo o território nacional, iniciado após a Associação Cultura Inglesa de São Paulo (ACISP), responsável pela realização do CIF, assumir, em março do ano passado, as operações da marca Cultura Inglesa S/A | CISA nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Tocantins e Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal. Dessa forma, o festival, que ocorreu por mais de duas décadas na capital paulista, terá, pela primeira vez em sua história, uma versão expandida para o Rio de Janeiro (RJ) e um evento em Salvador (BA), com atrações presenciais nessas cidades.

Para conferir a programação completa, acesse culturainglesafestival.com.br

Crédito foto: Maria Tuca/Divulgação

Qual a sua reação?

Animado
0
Feliz
0
Apaixonado
0
Pensativo
0
Divertido
0

More in:Destaque